13/03/2019 - 15:44:37
Administrador
bocha
MUNICIPAL DE BOCHA EQUIPE (REGULAMENTO 2019)

 

CAMPEONATO MUNICIPAL DE BOCHA DE EQUIPE / 2019

“CIDADE E INTERIOR”

 

 

REGULAMENTO

 

 

 

C A P Í T U L O  I

 

NORMAS GERAIS

 

Art. 1º - O Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 “Cidade e Interior” de Realeza, será promovido e administrado pelo Departamento de Esportes, em conformidade com o presente regulamento e respeitando a REGRA OFICIAL SULAMERICANA DE BOCHA.

 

Art. 2º - O Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 tem por objetivo a prática de esportes, a opção de lazer, a integração das equipes, atletas e comunidades participantes, acentuando a divulgação e propagação da modalidade como fatores decisivos ao seu desenvolvimento.

 

Art. 3º - O Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 será realizado nas datas, locais e horários determinados pelo Departamento de Esportes.

 

Art. 4º - Somente caberá ao Departamento de Esporte homologar ou não, os pedidos de antecipações e transferências dos jogos bem como seus horários.

 

Art. 5º - As equipes com canchas deverão deixar as mesmas em perfeitas condições de jogo para os dias e horários determinados na tabela.

Parágrafo I – As partidas serão disputadas nas canchas de areia;

Parágrafo II – A cancha deverá ter no mínimo 20 (vinte) metros de comprimento e 3,5 (três metros e meio) de largura para poder receber partidas do campeonato.

Parágrafo III – O responsável pela cancha deverá retirar a súmula até a sexta-feira que antecede a partida e encaminhá-la devidamente preenchida na segunda-feira seguinte ao Departamento de Esportes.

Parágrafo IV – As bochas feitas pelas equipes deverão ser assinaladas na súmula da partida imediatamente após o término da jogada e não deixar para preencher a súmula após o encerramento do jogo. Caso haja comprovação de alteração de resultado na súmula, as equipes serão punidas e eliminadas da competição.

 

Art. 6º - As partidas serão disputadas da seguinte forma: DUPLA e TRIO, até 12 (doze) bochas.

 

Art. 7º - A caracterização do WO (não comparecimento) se dará para as equipes que não apresentarem nenhuma das equipes: dupla ou trio.

 

ART. 8º - Como órgãos julgadores do Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2018 atuarão a COMISSÃO DE JUSTIÇA DE DISCIPLINA DESPORTIVA MUNICIPAL.

 

ART. 9º - Não será obrigatório o uso de uniforme adequado mas o calçado com solado liso deverá prevalecer. O atleta impossibilitado de usar calçado poderá jogar de chinelo, sendo proibido o uso de calçado de salto.

 

ART. 10º - Os jogos serão disputados em todas as canchas do município que apresentarem equipes;

 

ART. 11º - A comunidade que não tiver cancha deverá apresentar uma cancha junto ao Departamento de Esportes para realização dos seus jogos.

obs. as canchas sintéticas ficam descartadas.

 

ART. 12º - É de responsabilidade do bairro ou comunidade ou responsável das canchas fornecerem as bochas e deixar a cancha em condições de jogo.

 

 

C A P Í T U L O       II

 

DAS EQUIPES E INSCRIÇÕES

 

ART. 13º – As equipes somente poderão inscrever para participar do Campeonato no máximo 08 (oito) atletas e no mínimo 05 (cinco) atletas, cuja documentação deverá estar de acordo com este Regulamento, e desde que não estejam cumprindo suspensão no Departamento de Esportes.

Parágrafo I – Os documentos apresentados pelas equipes quando da inscrição serão os seguintes: preenchimento da ficha de inscrição com letra legível e sem rasuras dos nomes, número da carteira de identidade, número do título de eleitor e assinatura dos atletas.

Parágrafo II – Fica proibido ao atleta participar de mais de uma equipe durante a vigência do Campeonato.

 

ART. 14º – Os atletas das equipes disputantes deverão estar presentes no local da partida 15 (quinze) minutos antes do horário marcado para o início da partida, ou seja, antes do início da primeira partida de dupla.

 

ART. 15º - Haverá uma tolerância de até 15 minutos para o inicio do primeiro jogo, sendo que em caso do não comparecimento de alguma equipe, o jogo seguinte (se houver 2 jogos no dia) só poderá ter inicio antes do horário determinado se ambas as equipes estiverem completas.

 

ART. 16º - O valor da inscrição será de R$ 100,00 (Cem reais) por equipe. Este valor será revertido na premiação, sendo que o pagamento da inscrição deverá ser efetuado até a reunião do arbitral.

 

ART. 17º - As inscrições e substituições de atletas; desde que ainda não tenham atuado em sua equipe, serão aceitas até ao primeiro jogo de sua equipe. Após isto não será mais permitido tirar ou colocar atletas.

 

 

C A P Í T U L O    III

 

DOS JOGADORES

 

ART. 18º – Para a inscrição dos atletas deverá ser apresentado os seguinte documentos: Carteira de Identidade original e Título de Eleitor.

Parágrafo I - Poderão participar do Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 atletas do município de Realeza. Para tanto será considerado atleta do município de Realeza, quem possuir Título de eleitor em Realeza, morar em Realeza comprovando residência ou trabalhar em Realeza comprovando com documentação idônea. Ou ainda quem fizer parte de comunidades que fazem divisa com outros municípios que mesmo tendo o título em outro município participam da comunidade.

 

ART. 19º – Poderá ser substituído até 03 (três) jogadores por equipe, sendo 1 (um) nas partidas da dupla e 2 (dois) nas partidas de trios.

Parágrafo I – O jogador substituído não poderá mais retornar a partida.

Parágrafo II -  Todas as equipes deverão deixar o passeio livre na sua cancha.

 

ART. 20º Atletas de menor idade poderão participar desde que os pais comprovem residência e se responsabilizem pelos mesmos.

 

C A P Í T U L O    IV

 

DOS ÁRBITROS

 

ART. 21º - A arbitragem é de inteira responsabilidade da equipe que está oferecendo a cancha. Se houver necessidade de ter o terceiro jogo em cancha neutra, as equipes, da mesma forma serão responsáveis pela arbitragem.

 

ART. 22º - Em todos os jogos as equipes deverão escolher dois juizes um de linha (se necessário for) e outro de cancha. Os árbitros deverão ser escolhidos da equipe visitante.

Parágrafo INas semifinais serão indicados juízes neutros para as disputas dos jogos, desde que for verificada a necessidade.

 

ART. 23º – O árbitro aguardará até 15 (quinze) minutos após o horário previsto para o início da partida e permanecendo a situação considerará suspensa a partida.

Parágrafo I – A equipe que deixar de comparecer 01 (uma) vez a partida devidamente marcada (WO consumado – na dupla e no trio) será eliminada do Campeonato, perdendo os pontos futuros, para o seu adversário, caso ainda tenha partidas para jogar.

Parágrafo II – Os resultados das partidas que a equipe eliminada jogou anteriormente serão eliminados e os resultados serão computados por 2x0 ( 12x0 e 12x0) para a equipe ganhadora dos pontos.

Parágrafo III – Não será considerada perdedora por WxO aquela que se apresentar para a disputa com pelo menos uma equipe na Dupla ou Trio.

 

CAPITULO V:

 

DAS IRREGULARIDADES

 

ART. 24º - Todo e qualquer recurso deverá dar entrada no Departamento de Esportes até as 17 h, do primeiro dia útil após o dia do acontecimento, mediante o acompanhamento de provas e a taxa R$ 500,00 (Quinhentos reais).

Parágrafo I – Se a equipe tiver razão quanto ao recurso impetrado, o dinheiro volta para a equipe. Se não tiver, vai para uma entidade assistencial do nosso município.

 

ART. 25º - Todo e qualquer ato de indisciplina, ou qualquer irregularidade que o atleta cometer, seja na condição de jogador ou torcedor, será registrado na súmula do jogo e a seguir tomado as providencias necessárias, passível de punição, de acordo com o código de Justiça e Disciplina Desportiva do Estado do Paraná.

 

ART. 26º - A equipe que após ter sido comunicada da irregularidade de algum jogador e mesmo assim permanecer com tal atitude, a mesma será automaticamente desclassificada, e a suspensão será válida para todas as competições organizadas pelo Departamento de Esportes, seguindo o campeonato conforme está independente dos jogos que esta equipe já teve, não retrocedendo.

 

ART. 27º - Todo atleta ou dirigente que utilizar–se de meios de comunicação para criticar decisões tomadas em reuniões, tentando desmoralizar o trabalho e tumultuar o bom andamento da competição, se for réu primário terá um ano de suspensão, reincidente, três anos e, além disso, eliminação de todas as competições organizadas pelo Departamento Municipal de Esportes. Cabendo também o julgamento pela Comissão de Justiça e Disciplina do nosso município.

 

 

CAPÍTULO  VI

 

DA FORMA DE DISPUTA

 

ART. 28º - A forma de disputa do Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 “Cidade e Interior” será dividida em 2 (duas) fases, (1ª e 2ª Fase) sendo adotado critérios diferentes em cada uma delas.

Parágrafo I – A 1ª Fase será disputada por Chaves, jogando todas as equipes entre si, no sistema de “ida e volta” levando em consideração a colocação para a próxima Fase.

Parágrafo II – A 2ª Fase será disputada por “eliminatória simples” ou “mata-mata”, com as equipes jogando entre si, no sistema de “ida e volta”, conforme sua colocação na Fase anterior.

 

ART. 29º - A forma de disputa definitiva do Campeonato Municipal de Bocha de Equipe / 2019 se dará conforme o número de participantes do Campeonato e estará em anexo ao regulamento.

 

C A P Í T U L O    VII

 

PONTUAÇÃO E CRITÉRIOS DE DESEMPATE

 

ART. 30º - O sistema de pontuação para classificação no grupo será:
- 1 (um) ponto na vitória por partida (considerando-se Dupla e trio).

 

ART. 31º – Para efeito de desempate, na fase de classificação por chaves (1ª Fase) serão utilizados os seguintes critérios:
a) – Entre 2 (duas) equipes:
a – 1) CONFRONTO DIRETO; (1-Vitórias; 2-Saldo Bochas; 3-Maior n. Bochas)
a – 2) NÚMERO DE VITÓRIAS EM TODAS AS PARTIDAS DA CHAVE;;
a – 3) SALDO DE BOCHAS EM TODAS AS PARTIDAS DA CHAVE;
a – 4) MAIOR NÚMERO DE BOCHAS EM TODAS AS PARTIDAS DA CHAVE;
A – 5) SORTEIO;

b) Entre 3 (três) ou mais equipes:
b – 1) Saldo de bochas nas partidas realizadas entre si na chave;
b – 2) Saldo de bochas em todas as partidas da chave;
b – 3) Maior número de bochas em todas as partidas da chave;
b – 4) Sorteio;

 

ART. 32º – Para efeito de desempate, na fase de “eliminatória simples” ou “mata-mata” (2ª Fase) serão utilizados os seguintes critérios:
 Parágrafo I –
O primeiro critério a ser observado será o número de vitórias e logo após o saldo de bochas. Caso haja empate neste critério, haverá a necessidade de ter um terceiro jogo. Este será feito em uma cancha neutra á das equipes competidoras, mas em canchas já usadas no campeonato, em local, data, horário a ser determinados pelo Departamento de Esportes.

Parágrafo II – Se houver acordo entre as equipes empatadas, a respeito da cancha, as mesmas deverão comunicar o Departamento de Esportes para a emissão da súmula da partida e determinação do local.

 

Parágrafo III – Para a definição do “2º jogo em casa” no caso em que as equipes tenham a mesma colocação na primeira fase vale a melhor campanha, somando todas as fases, desde que o número de equipes das chaves seja igual. Se o número de equipes não for o mesmo valerá a melhor campanha fase por fase.

 

CAPÍTULO   VIII

 

DA PREMIAÇÃO

 

ART. 33º - A premiação será a seguinte:

Do 1º ao 3º colocado um troféu para a equipe e medalhas a todos os atletas, e mais:

1º - lugar : 50% do total arrecadado das inscrições

2º - lugar : 25% do total arrecadado das inscrições

3º - lugar : 15% do total arrecadado das inscrições

4º - lugar : 10% do total arrecadado das inscrições

 

A premiação será entregue em data e local a ser marcado.

 

C A P Í T U L O    IX

 

DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

 

ART. 34º – As equipes inscritas no Campeonato receberão o presente no Congresso Técnico e dão como cientes e conhecedoras do presente regulamento.

 

ART. 35º – A fórmula de disputa do Campeonato será definida e aprovada no Congresso Técnico (arbitral) juntamente com o Departamento de Esportes e as equipes.

Parágrafo único – Farão parte integrante deste regulamento as atas complementares das reuniões.

 

ART. 36º – Conforme consta em ata, e discutido em arbitral, fica valendo a seguinte regra: “CASO O BALIM BATER EM QUALQUER LUGAR FORA DA CANCHA E RETORNE PRA DENTRO DA MESMA,  ESTE ESTARÁ VALENDO. CASO O BALIM CAIA FORA DA CANCHA E ESTE FIQUE PARA O LADO DE FORA SERÁ ANULADA A JOGADA”.

 

ART. 37º – Os casos omissos, isto é, não previstos neste regulamento serão resolvidos pelo Departamento de Esportes ou pela Comissão de Justiça de Disciplina Desportiva Municipal, quando se tratar de matéria de direito e suas aplicações.

 

ART. 38º – Este regulamento entra em vigor nesta data revogando-se todas as disposições em contrário.

 

Realeza, Março de 2019.

 

Jonas Luiz Busatta

Diretor do Departamento de Esportes